Salar de Loyoques e Vulcão Licancabur

Salar de Loyoques e Vulcão Licancabur

Este foi o Roteiro Dia 01 no Deserto, acabamos tendo que dormir na Argentina, por que quando chegamos, a fronteira estava fechada, pois o caminho para chegar em San Pedro de Atacama era muito perigoso de se fazer a noite.

Passando a cidade de Paso Jama, já chegamos na divisa entre Argentina – Chile. Andamos uns 25 km e já damos de cara com o Salar de Loyoques que está dentro do perímetro da Reserva Nacional de Los Flamencos, tem um mirador, uma estrutura grande e então o deserto vai te preparando para as próximas paisagens.

Salar de Loyoques

Se você estiver passando por ali, este é o primeiro lugar de “parada obrigatória”. E então o deserto vai te preparando para as próximas paisagens, localização aqui.

Licancabur (de outro ângulo)

Vulcão Licancabur

Quando você estiver se aproximando da cidade você vai vendo a paisagem mudar a cada km, seus olhos passam a ver algo que você nunca nem pode imaginar, quando me dei conta tudo o que estava me fazendo ficar deslumbrada era simplesmente o topo do vulcão Licancabur, (localização aqui). Eu nunca tinha visto um vulcão na vida. E o vulcão Licancabur vai se tornar o papel de parede durante sua estadia no Atacama, quando estiver na cidade, para qualquer lado que for olhar, ele vai estar ao fundo. Queríamos ter parado na estrada para fazer umas fotos, mas não havia acostamento e ficamos com medo de acabar atolando na areia.

Laguna Cejar

Laguna Cejar é um dos passeios recomendados para se fazer nos primeiros dias, devido a climatização. Como fica na mesma altitude da cidade, seu corpo vai se acostumando para conseguir fazer os passeios de maior altitude.

O lugar é lindo, ficamos algumas horas sentados só admirando a paisagem, tem uma estrutura com deck como na foto abaixo. Aqui está a localização.

Laguna Piedra

Laguna Piedra que fica ao lado da Laguna Cejar, é a famosa laguna que a concentração de sal é tão grande que você flutua dentro dela. Você pode tentar ir para baixo a ”água te empurra de volta”, é uma sensação muito diferente e vale super a pena viver essa experiência. AQUI

Laguna Tebinquiche

Chegamos na Laguna Tebinquiche, e o pessoal responsável por este lugar nos informou para não ficarmos muito tempo, pois estava chegando uma tempestade de areia. Olhamos para o fundo e não conseguíamos ver mais os vulcões, a paisagem, o céu azul. Tudo estava virando uma grande nuvem de poeira. Demos uma volta rápida pela Laguna e tivemos que ir embora. AQUI

Geysers del Tatio

Não vou dizer que não ficamos receosos em fazer esse passeio sozinhos. Eu sabia que esse era o passeio mais frio de todos e iríamos percorrer mais ou menos 70km em uma escuridão total na madrugada. Acordar cedo, tentamos colocar o máximo de roupas possíveis e saímos em direção aos Geysers. A escuridão era total! A estrada parecia ser bem perigosa, e já estava marcando – 4 graus. Passamos por vários carros e vans de agência de turismo, então sabíamos que estávamos no caminho certo. Ao chegar lá, estava marcando – 10 graus e em uma altitude de mais de 4.000m, e aquele vento congelante. As atividades dos Geysers é realmente algo que não da para descrever, a força da natureza é realmente sensacional. LOCALIZACAO

Vado Putana

Depois de sair dos Geysers quase congelados, começamos a ver pelo o que passamos no caminho, e o cenário era coisa de filme. No meio do caminho encontramos o Vado Putana, uma curva da estrada com um lago e uma vista para o vulcão. Ficamos muito tempo ali. A água do lago estava parcialmente gelada, haviam flamingo ali, umas vicunhas estavam passeando, um pássaro estava aplainando no vento bem próximo da gente e no caminho de volta ainda encontramos um Zoro que seguiu nosso carro. AQUI

 

Termas de Puritama

Depois de congelar nos Geysers, tentamos achar o “treking Guatin”, mas sem sucesso, fomos para as Termas de Puritama nos esquentarmos. É um conjunto de várias “piscinas naturais”, onde a temperatura da água varia de 33 a 27 graus. Nos perdemos no tempo ali, ficamos horas aproveitando, curtindo e relaxando. Esse é um passeio revigorante, vale muito a pena fazer. AQUI

Valle de Marte

Valle de Marte, Valle de la Muerte, as duas formas estão certas. Como eu já havia contando neste post aqui, não conseguimos fazer o Valle de La Luna e chegamos aos 45 do segundo tempo no Valle de Marte. O lugar é simplesmente fabuloso, nenhuma foto que você for ver do lugar vai conseguir demostrar a grandeza desse lugar. Com certeza eu faria de novo e com mais tempo para aproveitar ao máximo esse lugar. AQUI

Placa Trópico de Capricórnio

É uma “parada obrigatória”, para registrar o momento. Você está cruzando o Trópico de Capricórnio, já poderá riscar isso da sua lista, rsrs. AQUI

 

Socaire

Socaire é uma simpática cidade no meio do Deserto. AQUI

Laguna Tuyajto

A cor dessa Laguna é linda, o contraste do seu verde, do deserto, céu e asfalto, é realmente encantador. Ficamos bastante tempo admirando e contemplando, chegamos a tomar café da manhã no mirador da Laguna. AQUI

Laguna Miscanti

Laguna Miscanti o passeio mais aguardado pra mim. Eu queria muito visitar e conseguir a foto perfeita para fazer um quadro e colocar na sala. O lugar se chama lagunas altiplanicas e foi bem fácil de achar o acesso, a estrada tinha muita areia e confesso que fiquei com um pouco de medo de atolar o carro, mas não paramos e tentamos sempre andar mais no meio da estrada possível. Deu tudo certo. A altitude la passa dos 4.000 m. Me falta adjetivos para descrever essa Laguna! Ela tem cerca de 15 km, e o cenário em volta é… Bem abaixo as fotos, como dizem: Uma imagem fala mais que mil palavras. AQUI

Laguna Miñiques

Laguna Miñiques, fica do outro da Miscanti, possível acesso de carro, a laguna é linda e um pouco menor que a outra, vale muito a pena passar um tempo la para ficar contemplando. AQUI

 

Laguna Chax

O por do sol mais lindo da minha vida! Em um lado o sol ia se escondendo e fazendo aquelas cores quentes tomarem conta das lagunas a frente, do outro lado estavam os flamingos e os vulcões de fundo, o céu fazia um degradê de cores lindos, toda vez que eu vejo um céu rosa eu lembro desse lugar maravilhoso. AQUI

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *