Mochilão
Diário do Mochilão, minha rotina no hostel

Diário do Mochilão, minha rotina no hostel

Meus dias fazendo voluntariado já tiveram seus altos e baixos, afinal de contas, quem de fato gosta de limpar banheiro e passar lençóis de elástico??

Me comunicar em espanhol tem sido um desafio e tanto, as pessoas falam muito rápido e muitas, tipo, muitas palavras são diferentes do que o português, mas a cada dia eu tenho aprendido mais e mais. Não é uma imersão de fato, porque sempre tem muitos brasileiros em todos os lugares do mundo. Conviver todos os dias com a língua já é algo totalmente fora da zona de conforto pra mim.
Os chilenos são maravilhosos. Isso é um fato. Sempre vão tentar te ajudar de alguma forma.

Minha rotina no Hostel do Deserto do Atacama:

Apesar de sempre acontecer “coisas atípicas no meu turno”, tem sido bem tranquilo, o trabalho não é pesado.

Não trabalho no turno da manhã, então tenho sempre todas as manhãs livres para eu fazer o que quiser. É difícil sair da cama cedinho, pois sempre amanhece frio no Deserto… Os turnos variam bastante nos horários, mas eu recebo no começo da semana a programação, assim já consigo me programar.

Umas das maiores dificuldades que eu tenho tido, é que a responsável pelo hostel não está lá. Ela mora em Santiago e se comunica por whatsapp comigo, me passando as tarefas extras, os check-in, os valores que precisam ser cobrados, enfim, tudo. Pra mim que ainda estou meio travada no espanhol, é um pouco complicado, pois quando a pessoa está na sua frente, as mimicas ajudam muito! E como a internet aqui é muito precária, isso também dificulta! Mas, com calma e muuita paciência, tenho me virado como dá.

Como são só 25 horas por semana, geralmente eu começo a trabalhar no meio da tarde e vai até as 23:00. Teve semanas que eu tive 4 dias de folga seguidos, o que foi ótimo! Uma coisa é certa, você vai trabalhar aos finais de semana.

Este hostel em específico é beem movimentado. Tenho uma lista de coisa para fazer, e basicamente sigo ela todos os dias.

As atividades são:

  • Limpar os banheiros compartilhados (são 2 banheiros que precisam estar sempre limpinhos)
  • Limpar a cozinha (organizar a louça da pia, guardar as baguncinhas, limpar as superfícies, manter o chão limpo, tirar o lixo)
  • Limpar as áreas comuns (manter o piso limpo, passar pano nas mesas, os cinzeiros vazios)
  • Lavar roupa de cama, estender, recolher e passar (não se engane quanto a isso, acho que essa é a atividade que mais te cansa. Teve um dia que eu fiquei 3 horas passando lençóis! É muita roupa de cama todos os dias. Como o hostel é movimentado, muitas pessoas passam por lá todos os dias)
  • Limpar as cacas dos cachorros do lado de fora do hostel
  • Molhar as plantas
  • Fazer check-in, check-out e cobrança das diárias
  • Raramente fazer as camas e limpar os quartos

Tem sido uma experiência única, estar em hostel te faz conhecer pessoas incríveis. Fiz amizades que vou levar para o resta da vida ♥

Faltam 10 dias para eu ir embora e já estou com saudades, dá pra acreditar?

Acompanhe o diário do meu mochilão, aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *